Publicado em 14 de dezembro

Coordenador geral do XXVII ENANGRAD faz um balanço do evento

O ENANGRAD 2016, em Campinas, agradou ao público, segundo o coordenador geral do evento, prof. José Carlos Pacheco Coimbra. Novo formato, novidades na programação e a presença de empresários importantes fizeram sucesso durante os três dias do encontro na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em novembro. Em entrevista ao nosso portal, o prof. Coimbra faz um balanço do ENANGRAD, apontando os destaques e pontos positivos do encontro.


1) O ENANGRAD 2016 inaugurou um novo formato, mais enxuto e passou a ser de sábado a segunda (antes era de domingo a terça). Esse formato funcionou?
Os congressistas aprovaram o enxugamento do evento, pois as atividades ficaram mais concentradas, o tempo longe das atividades diárias foi menor e os custos pessoais com hospedagem e alimentação nos dias do ENANGRAD também foram menores.


2) A que você atribui o sucesso das novidades deste ano, como a apresentação de artigos em pôster e o espaço feito por estudantes (inoversidade)?
Neste ano o ENANGRAD apresentou algumas novidades em sua programação. O espaço Inoversidade possibilitou uma profícua discussão entre os discentes e os docentes a respeito da qualidade percebida dos Cursos de Administração e quais os caminhos para que, em conjunto, possamos buscar uma melhoria contínua do processo de Ensinagem. Tivemos também o espaço destinado à apresentação de pôsteres, que foi muito interessante e possibilitou, além do networking, uma troca de experiências acadêmicas muito positiva.

3) Quais os pontos positivos e os a melhorar para o próximo ano?
A temática do evento foi definida a partir das avaliações dos congressistas do evento do ano passado. A avaliação positiva de mais de 95% do XXVII ENANGRAD demonstra o acerto que tivemos desde a definição do tema, dos palestrantes e de todas as atividades acadêmicas. O evento em Brasília dará continuidade ao XXVII ENANGRAD, aprofundando os temas que forma tratados em Campinas.

4) Que balanço geral o senhor faz do evento?
O evento foi, na avaliação dos congressistas, um grande sucesso. Para que esse sucesso fosse alcançado uma série de fatores foram fundamentais. A contemporaneidade do tema, a qualidade dos palestrantes e a diversidade das oficinas agradaram. Um dos excelentes momentos do evento foi a vasta programação científica, pensada e cuidada com muito esmero por um grande número de pessoas. A estrutura física do Mackenzie ofereceu um excelente ambiente para os participantes, assim como os diversos coffee breaks preparados pelos alunos do curso de gastronomia das Faculdades FAJ e Max Planck. As novidades da mostra de pôsteres e o espaço inoversidade foram muito bem aceitas. O espaço CFA tratou da importância da formação do Administrador. A presença de importantes empresários brasileiros que apresentaram as necessidades do mundo de trabalho, juntou mercado e academia. O SENANGRAD reuniu 200 coordenadores de curso de todo o país na busca pela melhoria contínua da qualidade dos cursos de Administração e Gestão. As participações da presidente do INEP, Profa. Maria Inês Fini, e do Conselheiro Estadual da Educação, Prof. Antonio Araújo de Freitas também ajudaram a abrilhantar o evento.

5) Que mensagem deixa para todos que participaram do ENANGRAD em Campinas?
A única mensagem possível é o agradecimento: inicialmente a toda a equipe de colaboradores da Angrad que trabalhou incansavelmente para que o evento atendesse ás expectativas das pessoas, a todos os Palestrantes e Mediadores que, com a sua competência e conhecimento, colaboraram com o aperfeiçoamento das habilidades e competências de todos os participantes e, por fim, agradecer aos congressistas pela confiança, pela participação ativa e pela troca de experiências.

6) Mandaria alguma mensagem para o Prof. Edson Kondo, que coordenará o ENANGRAD do ano que vem? Qual?
O XXVIII ENANGRAD não poderia estar em melhores mãos. O Prof. Kondo é extremamente competente e dedicado. Por certo Brasília conhecerá um evento inesquecível e os encontrarei por lá, para podermos aprofundar todas as discussões que iniciamos em Campinas.

Compartilhar